Automação de Marketing E-mail Marketing

E-mail Marketing ou Automação de Marketing: quando utilizar cada funcionalidade

E-mail Marketing ou Automação de Marketing: quando utilizar cada funcionalidade

Quando se fala em Marketing Digital, falamos muito sobre o uso de estratégias de E-mail Marketing e de Automação de Marketing. Por serem duas funcionalidades que estão em nossa plataforma, algumas pessoas confundem o momento ideal de utilizar cada uma. 

Já pensou em criar uma segmentação e inserir os leads num fluxo para receber apenas um e-mail? Acontece! Por isso, hoje o Bulldesk vai explicar as particularidades e indicações do E-mail Marketing e da Automação de Marketing, para você aproveitar nossa solução da melhor forma e alcançar resultados incríveis. Vamos lá?

E-mail Marketing: quando usar

Podemos entender que o E-mail Marketing é toda comunicação realizada entre uma empresa e o lead ou cliente através do e-mail. Portanto, essa estratégia é muito utilizada para iniciar ou nutrir um relacionamento com o cliente. 

Assim sendo, o E-mail Marketing apresenta métricas bastante favoráveis quando bem construído. Para tanto, é preciso conhecer muito bem sua persona e em qual etapa da jornada de compra ela está. Assim, você consegue criar um conteúdo que seja realmente relevante para ela, aumentando a taxa de abertura e, consequentemente, a taxa de conversão. 

Outro aspecto importante é que com o E-mail Marketing é possível agendar data e horário dos envios, diferente da Automação de Marketing que aproveita as ações realizadas como gatilhos de envio. Assim, você pode otimizar métricas de taxa de abertura e conversão a partir dos melhores horários de envio.

Dessa forma, usamos o E-mail Marketing principalmente nas seguintes situações: no envio de Newsletters ; envio de campanhas hipersegmentadas; na comunicação interna e na análise de dados. 

Newsletters

As Newsletters são e-mails informativos, enviados com uma determinada periodicidade. Com o intuito de ser um informativo digital que chega ao cliente através da caixa de e-mail, a newsletter atua tanto no relacionamento com o cliente já conhecido, contribuindo para a fidelização do mesmo, quanto na abordagem de prospects.

Campanhas Hipersegmentadas

Quando você cria uma campanha com objetivo pontual e uma segmentação bastante específica, temos uma campanha hipersegmentada. Um exemplo são e-mails marketing com ofertas locais, direcionados à leads que já apresentam um bom fit ou que já se cadastraram em uma landing page da empresa. 

Análise de dados e testes A/B

Os dados e métricas gerados a partir do envio de um E-mail Marketing são diferentes das métricas de Automação de Marketing. Por isso, com os E-mails é possível realizar testes A/B e otimizar a criação de conteúdo a partir da avaliação do desempenho de cada um. 

Comunicação interna

Quando você pensa em comunicação interna da empresa e no envio de conteúdo para os colaboradores, a melhor forma de execução é usando o Email Marketing. Assim, você consegue agendar data e horário para enviar conteúdo informativo à todos.

Automação de Marketing: quando usar

A Automação de Marketing tem o intuito de transformar a nutrição de leads nas empresas. A partir das ações e conversões do lead em landing pages, redes sociais ou e-mail marketing da empresa, a Automação mantém o ritmo de contato a fim de estreitar o relacionamento com o lead/cliente e concretizar uma venda.

Sendo assim, através da automação de ações, softwares de Automação de Marketing garantem que o lead não seja esquecido. Além disso, fazem com que ele passe por uma trilha adequada de nutrição para que fique mais próximo da decisão de compra.

Mas como é que os softwares de Automação de Marketing fazem isso na prática? Nós enviamos conteúdos específicos de acordo com as ações dos usuários nos sites, redes sociais e e-mails. Ou seja: Tudo depende do fluxo e de acordo com o que o usuário clica ou faz, conteúdos automatizados (e personalizados) são enviados. 

Sendo assim, a Automação de Marketing é muito indicada para estratégias de Inbound Marketing e de vendas

No Inbound Marketing

Quando pensamos em Inbound Marketing, nada como estruturar ações de acordo com a experiência de cada lead. Sendo assim, é fundamental conhecer com precisão a etapa da jornada de compra em que o usuário está, para impactá-lo com conteúdos e abordagens certeiras. 

O ideal é que o time de Customer Success construa os fluxos de automação. Afinal, esta é a equipe mais integrada com a experiência do usuário. E pode acreditar: as taxas de conversão em venda aumentam muito quando você aborda o lead corretamente. Se quiser saber mais sobre a importância da integração entre CS e vendas, é só clicar aqui .

As automações devem contemplar o caminho que percorre o lead no funil de vendas. Pense que ele deverá passar por todas as etapas até se tornar um cliente. Dessa forma, ele chegará no final da jornada prontíssimo para comprar.

Automatizar o envio de conteúdos e informações relevantes para o lead é imprescindível. Afinal, isso faz com que ele chegue à etapa final tendo plena consciência da importância do seu produto ou serviço. Além de já estar conciencte das vantagens que o levam à concretizar a compra.

Além disso, automatizar processos de marketing digital também permite aproveitar gatilhos de entrada diferentes para um mesmo fluxo; criar segmentações e transpor automaticamente leads qualificados em oportunidades.

A integração com o CRM deixa a automação ainda mais poderosa. Por exemplo: o lead deixa de ser classificado como uma oportunidade pelo vendedor no CRM. Com um fluxo de automação, é possível que essa ação leve o lead à uma lista que recebe conteúdos de resgate; quem sabe uma oferta especial ou frete grátis. Assim, todos os processos de venda e marketing caminham juntos. 

E aí, deu para entender melhor as diferenças entre o uso de E-mail Marketing e da Automação de Marketing? Em breve traremos ainda mais conteúdos sobre o assunto. Não perca!

TESTE O BULLDESK 7 DIAS GRÁTIS